O número de pessoas que utilizam dinheiro como forma de pagamento cai a cada ano, em levantamento do Banco Central, no ano de 2018 aumentou em 20% o número de pessoas que utilizam o cartão como meio de pagamento. Hoje quem possui qualquer tipo de comércio se torna obrigado a possuir uma maquininha de cartão, senão corre o risco de perder boa parte de suas vendas.

Se antes para conseguir uma máquina de cartão para seu negócio era um processo difícil, hoje a maior dúvida fica sobre qual operadora escolher, saiba neste artigo tudo sobre como contratar uma maquininha de cartão para sua empresa e ainda, como economizar nas taxas pagas nas vendas a cartão e mais várias dicas sobre como vender no cartão em sua empresa e aumentar os lucros.

O QUE PRECISO PARA TER UMA MAQUININHA DE CARTÃO?

Como já dissemos, hoje o processo para conseguir uma maquininha de cartão é bastante simplificado, basicamente você precisa ter uma conta bancária e um número de CPF ou CNPJ ativo.

Após escolher a operadora do cartão, basta enviar os documentos de cadastro e solicitar a máquina que pode ser fornecido de duas formas:

Você pode realizar a compra da máquina de cartão, processo muito utilizado pela Pag Seguro onde você paga um valor e a máquina fica sendo sua, ou o aluguel, onde você paga uma taxa mensal para manter a máquina em sua empresa, e as manutenções e trocas ficam de responsabilidade da operadora.

Através da compra da maquininha, é possível até mesmo registrar as vendas no CPF, porém isto acarreta vários riscos, saiba tudo sobre a máquina de cartão no CPF neste artigo:

Dica: Maquina de cartão para pessoa física: Quais os riscos?

QUAL A TAXA PAGA POR VENDA NO CARTÃO?

Este é um ponto chave para sua empresa garantir lucros quando se trabalha com cartões de crédito e débito, as taxas mais praticadas são de 3,99% no crédito e 2,99% no débito, porém, essas taxas podem variar muito dependendo da maquininha contratada.

Também é muito importante verificar a existência de taxas adicionais, muitas operadoras de cartão embutem taxas sobre aluguel, adiantamento do recebimento e até mesmo para poder sacar os valores vendidos, avalie muito bem o contrato para não ser surpreendido.

Com a grande concorrência do mercado de cartão, existem empresas que estão isentando o empresário de grande parte das taxas, hoje podemos dar exemplo da safra pay que zerou suas taxas nas vendas a crédito, e a rede que tem taxa zero para recebimento em até dois dias”.

Vale a pena pesquisas, porque em média 5% de todo o seu faturamento pode ir direto para as máquinas de cartão se não realizar um bom planejamento.

Dica: Como usar o Ifood para vender mais

RISCO DE VENDER NO CARTÃO DE CRÉDITO?

Segundo pesquisa da ACI, o Brasil é o país com maior número de fraudes nas vendas a cartão no mundo, devido a isso é importante o empresário deve ter alguns cuidados, algumas das práticas mais usadas consistem em utilização de cartões clonados e cancelamento da compra após receber o produto. Para ambos os caso o ideal é sempre solicitar o documento de identidade do comprador.

Outra forma para minimizar o risco de fraudes, é utilizar uma empresa conciliadora de cartões. O papel desta empresa é verificar se todos os valores passados na máquina de cartão estão sendo recebidos na conta da empresa, além de verificar se as taxas descontadas estão e acordo com o contratado. É um serviço com o custo reduzido, porém que dá segurança as operações da empresa e pode economizar muito dinheiro ao empresário.

TENHO QUE PAGAR IMPOSTO NAS VENDAS DO CARTÃO?

Todo empresário deve entender que a máquina de cartão funciona como um fiscal da Receita dentro de sua empresa, isso porque toda venda realizada na máquina de cartão, é automaticamente informada a Receita Federal, e caso o empresário não emita Notas Fiscais no valor correspondente, o risco de ter que pagar valores altos em multas é grande.

 “DICA:  Confira todos os meses o saldo total de vendas a cartão e verifique se a emissão de Notas Fiscais da empresa está com os valores correspondentes, em uma fiscalização, a empresa pode ser obrigada a pagar até 25% de multa sobre as operações sem documento fiscal”

Dica: Como fazer um planejamento tributário

VALE A PENA VENDER NO CARTÃO?

Sem sombra de dúvidas toda empresa precisa oferecer mais de um meio de pagamento aos seus clientes, então utilizar as máquinas de cartões é inevitável, o empresário só precisa se planejar para que seu preço comporte as taxas pagas e atentar para os procedimentos listados neste artigo.

Segundo levantamento do CDL, um dos maiores motivos de desistência da compra é a falta de mais de uma forma de pagamento por parte do vendedor.”

Dica: Porque contratar um escritório de contabilidade?

A WSC CONTABILIDADE PREZA POR MANTER SEUS CLIENTES SEMPRE INFORMADOS SOBRA AS PRINCIPAIS NOVIDADES DO MERCADO, CASO AINDA NÃO SEJA CLIENTE, ENTRE EM CONTATO E CONHEÇA TUDO QUE UMA CONTABILIDADE DE VERDADE PODE OFERECER!